Imagens de duas câmeras de segurança mostram o crime que resultou na morte de Caio César Rocha da Silva, de 28 anos, na noite da última sexta-feira (22), em Natal. O homem era sobrinho de um policial civil e primo de um capitão da Policial Militar e estava em uma lanchonete no bairro das Quintas, Zona Leste da capital, quando foi abordado por um assaltante. Ele tentou reagir e foi baleado.



O caso aconteceu por volta das 20h40. O suspeito entrou no estabelecimento e realizou a abordagem, puxando Caio pela camisa. Quando chegou próximo à porta do estabelecimento, porém, a vítima tentou correr. Diante da tentativa de reação, o assaltante atirou e atingiu o homem, que caiu e ainda se levantou para tentar fugir. Perseguido, Caio foi ao chão metros depois. Ele sofreu dois tiros na cabeça.

O criminoso ainda foi até onde estava a vítima caiu e pegou um relógio e um cordão de ouro. De acordo com a polícia, ele correu até um carro onde estava um casal, já preparado para a fuga, e deixou o local.

Inicialmente, o relatório policial afirmava que a vítima estava em sua motocicleta, quando foi abordada pelo assaltante e tentou reagir. Apesar na mudança da versão, o caso ainda é investigado como latrocínio, uma vez que o relógio e a corrente foram levados.