ilustração

suspeita de ter matado uma grávida, de 18 anos, e retirado o bebê nesta terça-feira (5) disse, em depoimento, que cometeu o crime ‘por amor’. Aline Roberta Fagundes afirmou que queria manter o homem com quem se relacionada e queria dar um filho para ele. O crime aconteceu em Uberlândia (MG).


De acordo com o delegado da Polícia Civil, Rafael Herrera, a grávida, Gabrielle Barcelos Silva estava viva na hora do parto. A polícia acredita que a suspeita tenha cometido o crime sozinha.

Notícias ao Minuto

Segundo as investigações, Aline foi até a residência da vítima alegando ter roupas para o bebê. Gabrielle foi dopada e o bebê foi arrancado da barriga com a ajuda de um estilete. Segundo informações do G1, a recém-nascida está internada em estado grave no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU).