© Pixabay

Cientistas adiantaram o ‘Relógio do Juízo Final’ – uma metáfora que mostra o quanto os humanos estão mais perto de destruir o mundo. Agora, faltam dois minutos apenas para a “meia-noite”.


Segundo o presidente do Boletim de Cientistas Atômicos, Rachel Bronson, a decisão está relacionada à crescente preocupação com a corrida armamentista e com a questão nuclear de países como a Coreia do Norte, Índia, Paquistão e China. Além disso, as ameaças em resposta por parte do governo norte-americano também são motivo de alerta.

Criado em 1947, o Relógio do Juízo Final é focado em questões nucleares. No entanto, problemas como o aquecimento global e tecnologias emergentes passaram a ser consideradas a partir de 2007.