Reprodução/Metro.co.uk

O professor de música Dale Aubrey Evans está sendo investigado por enviar uma foto íntima para um ex-aluno, de 17 anos, durante uma conversa pela internet. De acordo com o portal Metro , o homem foi demitido da escola onde trabalhava, no País de Gales.

Tudo começou quando o adolescente, que foi aluno de Evans em outro colégio, entrou em contato com o professor por meio do Facebook. Identificado apenas como “jovem A”, teria mentido para Evans, dizendo ser gay e enviando uma foto pornográfica manipulada, com o seu rosto nela, enquanto conversavam.

Como resposta, o professor teria encaminhado uma foto sua, em que aparece completamente nu, em uma posição sensual, de costas para a câmera. A imagem foi compartilhada com outros dois adolescentes e marcou o último contato entre o homem adulto e os menores. “Depois de receber a imagem, os três envolvidos bloquearam o docente e eles não conversaram mais”, afirmou Cadi Dewi, representante do caso.

A ação do docente foi considerada como “conduta profissional inaceitável” por motivos sexuais, sendo levada à polícia, que não encontrou evidências de comportamento criminoso. Evans negou que suas atitudes foram inaceitáveis e disse ter sido vítima de tratamento “discriminatório e homofóbico”, já que um dos adolescentes envolvidos mentiu sobre ser homossexual.

O diretor da Cardiff High School, Stephen Jones, declarou que “as ações de Evans deixaram o colégio em descrédito e são incompatíveis com o caráter da instituição”, ainda confirmando que houve “ruptura irreparável entre o docente e a escola”.