Suspeito foi apresentado para imprensa em Manaus (Foto: Ariane Alcântara/G1 AM )

Um homem, de 36 anos, que se apresentava como pastor, foi preso suspeito de estuprar um rapaz de 21 anos dentro de uma igreja na comunidade do Curari, em Careiro da Várzea, a 25 km de Manaus. Ele foi apresentado à imprensa na manhã desta sexta-feira (13). Wanderson Batista Garcia também é suspeito de abusar de três adolescentes.



De acordo com informações da Polícia Civil, Wanderson foi preso na manhã de quinta-feira (12), por volta das 10h, na terceira etapa do bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. Ele não quis comentar sobre as acusações durante a coletiva de imprensa.

Segundo o delegado David Jordão Gonçalves, titular da 35ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), o homem foi denunciado pelo estupro de um jovem que frequentava a igreja. Ele teria atraído a vítima a pretexto de realizar atividades noturnas no local.

“Ele se valia da condição de líder espiritual de comunidade e assim buscava ter um certo conhecimento, buscava ter uma certa proximidade e, após isso, ele realizava um pernoite da parte da igreja e praticava esse tipo de abuso”, informou o delegado David Jordão.

O mandado de prisão preventiva em nome dele foi expedido no dia 21 de setembro deste ano.

Wanderson prestou depoimento na unidade policial e relatou que teve contato físico com a vítima sem conjunção carnal. Ele afirmou, ainda, que o fato acontecia com o consentimento do jovem.

De acordo com o delegado, três adolescentes – com idades entre 12 e 14 anos – também denunciaram o pastor.

Wanderson foi indiciado por estupro e, após os procedimentos cabíveis na 35ª DIP será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde permanecerá à disposição da Justiça.