REPRODUÇÃO

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou a ameaça de ser barrado pela Justiça e voltou a dizer nesta segunda-feira (4/12), que vai ser candidato em 2018. “Não fiquem com essa bobagem de que o Lula não vai ser candidato. Vou ser candidato e vou ganhar as eleições”, disse o ex-presidente diante de uma praça lotada na região central de Vitória, onde deu início a uma caravana de cinco dias pelos estados do Espírito Santo e do Rio.


Em um longo discurso de tom eleitoral, Lula ignorou o trâmite do processo no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e chegou a apontar os rumos de um eventual terceiro mandato. “Em 2002, eu precisei dizer que era “Lulinha paz e amor” para ganhar a eleição. “Escrevi uma carta ao povo brasileiro para ganhar a eleição. Quero dizer que continuo “Lulinha paz e amor”. Quero voltar sendo “Lulinha paz e amor”, afirmou.