FELIPE MENEZES/METROPOLES

Duas mulheres foram presas em flagrante na Cidade Estrutural após mobilizar a Polícia Militar para um crime que não teria ocorrido na noite desta segunda-feira (30/10).

Segundo informações da corporação, as mulheres acionaram a PM e disseram aos policiais que foram mantidas em cárcere privado, com três crianças, pelo companheiro de uma delas, que havia fugido após cometer o crime.

Elas estavam presas dentro de casa e foi necessário o arrombamento do cadeado para que todos fossem libertados. Depois, uma delas contou aos policiais que foi agredida fisicamente e com palavras pelo seu companheiro.

Os policiais, acompanhados da mulher, saíram em patrulhamento pela cidade, tentando localizar o agressor, mas ele não foi localizado.

Os policiais retornaram para deixar a vítima em casa e encontraram o acusado na porta da residência. Quando a esposa desceu da viatura e viu o marido, desmaiou. O Corpo de Bombeiros foi acionado e prestou socorro à mulher.

Todos os envolvidos foram levados para a delegacia e, no local, o homem negou todas as acusações. As duas mulheres disseram que a história era mentira e que elas queriam apenas assustar o homem. As duas foram autuadas por falsa comunicação de crime.

O caso foi registrado na Delegacia da Mulher (Deam).