Foto: Reprodução

O Halloween sempre foi a festa temática favorita da britânica Emmajane Duffy, 25 anos, de Glasgow, Reino Unido. Ano passado, ela se vestiu de palhaço para aproveitar a data e fez uma maquiagem usando glitter nos olhos. Horas depois, Emmajane foi obrigada a correr para o hospital, seus olhos incharam e estavam queimando. ‘Foi horrível. Era como se lâminas de barbear estivessem cortando meus meus globos oculares”, disse ela ao Daily Mail.



— Durante a noite, meu olho esquerdo ficou irritado, então passei um papel toalha molhado. Um pouco de brilho caiu nos meus olhos, mas achei que fosse sair.

Emmajane saiu da festa, às 3h, e conseguiu chegar em casa. Lá, ela removeu toda a maquiagem e aplicou o creme para acalmar a área. “Causou uma coceira absurda, logo eu percebi que algo mais estranho estava acontecendo’, contou.

Na manhã seguinte, os olhos estava tão inchados que ela não conseguia enxergar um palmo à frente. Resultado: ficou temporariamente cega. Incapaz de se levantar para chamar os pais, Fiona e Hugh, que estavam dormindo no quarto ao lado, Emmajane usou a Siri, assistente virtual do iPhone, para ligar ao namorado, Steven Stewart, de 27 anos.

Ela explicou: “Eu não podia ver nada, então Steven teve que me vestir e me dar um óculos de sol para proteger meus olhos da luz. Enquanto dirigíamos para o hospital, estava aterrorizada, como medo de que pudesse ficar cega para sempre”.

No hospital, o médico pediu para ela ler e repetir algumas letras. O desespero foi grande. “Eu tive que abrir meus olhos com os dedos, mesmo assim, eu não enxergava nada além de borrões coloridos”, disse. Havia riscos superficiais em toda a córnea.

O médico confirmou o que Emmajane já sabia: a britânica sofreu uma reação alérgica fortíssima, provavelmente por causa da maquiagem do Halloween. “Ele disse que eu tive sorte de não ficar cega e que ainda podia ver glitter na parte de trás dos meus olhos. Avisou para jogar toda a maquiagem para evitar uma infecção”, disse.

Quatro dias depois, ainda incapaz de abrir os olhos, ela visitou novamente um oftalmologista, que avisou: dali em diante, Emmajane vai usar óculos para o resto da vida. Durante quase dois meses, precisou pingar colírios e tomar analgésicos todos os dias. “Foi a pior experiência da minha vida. Halloween tornou-se minha própria história de horror que quase me deixou cega”, lamentou a britânica.

Foto: Reprodução/Daily Mail