Divulgação

Um crime bárbaro chocou os moradores de Ventanilla, no Peru. Um padrasto estuprou a enteada de 9 anos e a engravidou. Ameaçada, a menina ficou com medo de contar para a mãe. Cinco meses depois, a mulher notou que a barriga da menina estava muito grande. Ao levá-la até o médico, acabou descobrindo a gravidez de cinco meses.


Segundo informações da imprensa local, o homem estuprava a menina cerca de 10 vezes por dia. Assim que soube que estava sendo procurado pelo crime, o abusador fugiu de casa e é procurado pela polícia. Os médicos não recomendam o aborto por trazer riscos de morte à menina.

A família pede por justiça e pediu ao governo ajuda financeira para oferecer tratamento psicológico à menina. A ministra da Mulher, Ana Maria Choquehuanca, disse que vai tomar todas as medidas para dar assistência à jovem.