O corpo de um homem encontrado carbonizado após ter um relacionamento sexual sadomasoquista em agosto próximo a Aosta, na Itália, foi identificado nesta sexta-feira (13). Trata-se de um francês, 52 anos, morador de Lyon.

Identificado como Jean Luc D., a vítima era técnico de informática e, antes de ser queimado, recebeu duas facadas. Na última sexta-feira (6), as autoridades francesas prenderam a jovem Anaelle P., 22 anos, responsável pelo assassinato.

Ela confessou ter golpeado o homem enquanto mantinham relação sexual. De acordo com a autópsia realizada em Aosta a pedido do advogado Roberto Testi, Luc D. sofreu um “colapso no pescoço”. No entanto, a mulher ainda não revelou como queimou o corpo.

Segundo a reconstituição do caso feita pela polícia, o cadáver foi transportado através do túnel Mont Blanc até a cidade de Fenis, na Itália. Na casa de Anaelle, na França, as autoridades ainda encontraram vestígios de sangue nas paredes, mesmo depois delas serem pintadas.