Reprodução

Theresa Tolmie-McGrane (foto) tinha oito anos quando uma freira a viu sendo violentada por um padre, no orfanato onde cresceu, na Escócia. A criança achou que a mulher a salvaria do estupro, mas a freira a chamou de “prostituta”. A religiosa também empurrou a menina com tanta força contra uma parede que ela terminou com um braço quebrado.

Theresa,  que foi para o orfanato Smyllum Park com seis anos e só saiu aos 17 anos, nunca tinha revelado o que aconteceu porque a freira a havia ameaçado. Agora, perante um tribunal de abusos sexuais, a mulher confessou que ainda sofre física e mentalmente por causa dos abusos que sofreu no orfanato, fechado em 1980.

Em depoimento, Theresa lembrou ainda que o padre lhe disse que precisava “que ela fosse um bom soldado de Deus”. A mulher revela que sofreu diversos abusos no colégio e que as crianças eram sujeitas a todo o tipo de humilhações.