O ex-pastor Valdes das Graças, 45 anos, foi preso pela prática de violência sexual contra a uma jovem de 18 anos e uma adolescente de 15. A prisão ocorreu no município de Ribeirópolis (SE).



Segundo a SSP, a prisão foi realizada em um trabalho conjunto entre policiais civis do município com o apoio de militares de São Miguel do Aleixo, que realizaram a prisão do homem nesta quinta-feira (14).

As investigações apontam que o suspeito abordava as vítimas em posse de um simulacro de arma de fogo simulando um assalto e exigindo que as vítimas entrassem no veículo modelo Fox, cor preta. Sob ameaça, as vítimas eram levadas à estrada afastada nas proximidades de Ribeirópolis onde realizava o abuso.

Segundo o delegado Rodrigo Espinheira, a última vítima reagiu mordendo e arranhando o suspeito, e no momento da prisão apresentou as lesões descritas pela vítima. “O último crime foi o tentado e a vítima entrou em luta corporal com Valdes, mordendo e arranhando o suspeito que inclusive estava com as marcas dos arranhões no braço”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, os crimes foram realizados respectivamente às 22:40h e 18:40h. E o criminoso utilizava um pano vermelho escondendo parte do seu rosto afim de não ser reconhecido, mas durante os abusos o objeto caía possibilitando a sua identificação.

Ele destacou que durante a prisão, o suspeito informou que seu carro havia sido roubado e devolvido momentos depois. Em abordagem realizada no veículo foi encontrado o simulacro de arma de fogo utilizado no crime.

“No veículo do suspeito foi encontrado em um compartimento um simulacro de arma de fogo que ele usava para constranger as vítimas à realização do crime. Valdes das Graças é um ex-pastor que foi expulso da igreja por suspeitas de crimes sexuais, assédio, entre outros e residia atualmente no município de São Miguel do Aleixo”, concluiu.

O delegado ressalta que pessoas que tenham sido vítimas dos abusos cometidos por Valdes, compareçam à delegacia para realizar a identificação do acusado para que as providências sejam adotadas.