Uma menina de 9 anos que foi internada na semana passada com larvas na cabeça no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Recife, recebeu alta na manhã desta quarta-feira (24). A família está sendo investigada por maus tratos.


Segundo o conselheiro tutelar Talles Pitter, a situação da família já vinha sendo acompanhada pela Justiça há cerca de dois anos.

“Havia um histórico de mendicância, de abandono intelectual e nós não estávamos mais conseguindo ter acesso a esta família. Recebemos uma denúncia, fomos até a casa da família na ilha de Joana Bezerra, área central do Recife e lá soubemos que a mãe estava com a menina no Imip. No hospital, constatamos a veracidade da informação e soubemos que a criança apresentava um caso de Milíase -larvas no couro cabeludo”, contou o conselheiro ao “JC Online”.

Ainda segundo Pitter, mesmo após receber alta, a menina permanece no hospital aguardando um oficial de justiça que irá levá-la a uma casa de acolhida. “Devido a todo o histórico, achamos melhor encaminhar o caso ao Ministério Público e ao poder Judiciário”, explicou.

A irmã da menina, de 12 anos, também será afastada da família. “Ainda há uma questão que a mulher que acompanha a menina de 9 anos no Imip pode não ser a mãe da criança, pois esta não apresenta o nome da mulher no registro”, finalizou o conselheiro.

A mãe pode receber advertências ou até perder a guarda das duas meninas.