Cachorro impede fuga de 13 detentos por túnel de presídio

A escavação está localizada na cela 2 do bloco C, onde estão instalados os presos perigosos

424
Reprodução

Graças à ação de um cachorro, a fuga de detentos no Centro de Recuperação Regional de Cametá (CRRCAM), no Pará, foi interrompida. O cão, que reforça a segurança na unidade prisional, conseguiu impedir que 13 presos fugissem por um túnel, de aproximadamente seis metros, nesta sexta-feira (24).


Segundo informações do G1, a escavação está localizada na cela 2 do bloco C, onde estão instalados os presos perigosos. Os detalhes foram confirmados pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Uma sindicância será aberta para investigar o ocorrido.

Ainda de acordo com a reportagem, o cão que interferiu na fuga dos detentos é chamado de Beethoven. Quando percebeu que os presos tentavam perfurar o concreto que fica na parte de fora do presídio, ele começou a latir para chamar a atenção dos agentes penitenciários.