ISTOCK

teoria da ‘terra plana’ vem ganhando muitos adeptos nas redes sociais, surpreendentemente existem pessoas que acreditam que o nosso Planeta é na realidade plano. Sim, é verdade. Pode parecer uma teoria forçada e nada convincente, mas a comunidade em torno desta crença é cada vez maior e ganha mais adeptos a cada ano que passa.


Contudo, a ciência não parece estar nada a favor desta teoria. Veja na galeria a seguir quais os pontos mais importantes da crença e os fatos científicos que as derrubam.

A teoria – Quem acredita nesta teoria acredita que a Terra é um disco onde o Círculo Polar Ártico está no centro e a Antártida é um muro de gelo de 45 metros de altura nas bordas.

Se assim é, porque ninguém pula os muros de gelo? – Segundo aqueles que acreditam na teoria da Terra Plana, ninguém consegue subir o muro e escapar para o ‘outro lado’ porque a parede de gelo é vigiada por funcionários da NASA.

E como funcionam os ciclos de dia e noite? – Nesta Teoria, o Sol e a Lua continuam sendo esferas que funcionam como holofotes celestes que iluminam diferentes partes do planeta num ciclo giratório de 24 horas. Eles acreditam que ambas as esferas têm apenas 51 quilômetros.

E a gravidade? – Para quem acredita na Teoria, a gravidade é apenas uma ilusão e os objetos não são puxados para baixo.

E o GPS? – O GPS dos aviões são feitos para os pilotos pensarem que estão voando em linha reta sobre uma esfera enquanto na verdade, estão voando em círculos sobre um disco, de acordo com a teoria.

Sociedade – Esta teoria tem ganhado muitos adeptos e tem ganho força nos últimos anos que foi constituída uma sociedade chamada Flat Earth Society. Eles têm um site onde explicam todas as suas crenças e ainda uma wiki dedicada apenas à teoria.

Uma das ‘provas’ – Um dos exemplos dados por quem acredita nesta teoria é o de que um barco no horizonte nunca desaparece. Ou seja, quando olha para o horizonte e vê um barco ‘desaparecendo’ pelo Oceano, ele está na realidade só muito longe para ser visto. Os crentes da Terra plana utilizam câmeras fotográficas com objetivas de longo alcance para mostrar que qualquer barco continuará andando numa linha reta e que não vai ‘desaparecer’ no horizonte.



Outra ‘prova’ – Há também quem acredite que se a Terra fosse realmente uma esfera que se move no espaço, os helicópteros apenas precisavam pairar no ar e esperar que o destino chegasse até eles…

O que realmente aconteceria – Se a Terra fosse verdadeiramente plana, de acordo com James Davis, geofísico da Columbia University, a gravidade faria com que tudo fosse puxado para o centro do disco. Ou seja, a água ia estar toda concentrada no centro da Terra Plana e as plantas iriam crescer na diagonal em direção ao centro de gravidade.

O sol e a lua – Davis acredita também que o Sol e a Lua girando sobre uma Terra plana poderá até ser plausível, contudo não explica o porquê de existirem estações do ano diferentes nem eclipses e outros fenômenos. Além disso, o Sol teria de ser menor do que a Terra para não queimar a superfície da Terra e da Lua. Como sabemos, o sol tem um diâmetro 100 vezes maior do que o da Terra.

Sem atmosfera – James Davis explica também que uma Terra plana não teria o núcleo sólido que gera o campo magnético que o nosso planeta tem. Sem este campo magnético, as partículas solares fritariam planeta, a atmosfera deixaria de existir e os oceanos seriam absorvidos pelo espaço. Tal como aconteceu com Marte.

Viagens mais longas – Se a Terra fosse realmente plana, viajar da Austrália até a Antártida demoraria uma eternidade.  Isto porque, se seguirmos o mapa da Terra Plana, ao partir da Austrália para chegar lá teríamos de passar pelo Ártico e pelas Américas do Norte, Central e do Sul.

Sem vida – Marek Kukula, astrônomo do Royal Observatory em Londres, explica que, mesmo se a Terra fosse plana, a vida não existia no planeta. Isto porque tudo ia ser lançado para o espaço devido à falta de centro de gravidade do campo magnético da Terra.

Andar para as bordas da Terra plana – Carol Finn, pesquisadora Geofísica na US Geological Survey, aponta ainda para a possibilidade de que se a Terra fosse efetivamente plana, e que se o centro de gravidade se mantivesse no centro do disco, seria quase impossível um ser humano conseguir chegar às bordas porque seria puxado para trás.

Estrelas – A pesquisadora defende ainda que todas as pessoas veriam exatamente as mesmas estrelas durante um período de 24 horas se a Terra fosse plana.

Placas tectônicas – Se a Terra fosse totalmente plana, não existiria movimento nas placas tectônicas, de acordo com Carol Finn. O que significaria que não existiria a formação de novas montanhas.

Terra fora de órbita – Vários especialistas acreditam também que se a Terra estivesse realmente plana, ela não teria força gravitacional do sol nem orbitava em torno do mesmo como defendem os crentes da teoria, o que resultaria em a Terra ser expelida para fora do Sistema Solar.

Ver tudo além do horizonte – Carol Finn explica ainda que, num dia claro, seria possível ver tudo além do horizonte. Seria possível ver um barco a longa distância sem que este desaparecesse no horizonte.

Temperatura – O clima da Terra seria quase todo igual se fosse achatada, visto que o Sol estaria quase sempre descoberto em qualquer parte do mundo e as únicas grandes diferenças de temperatura seriam registradas durante a noite e o dia. A noite seria mais fria e os dias mais quentes.